Maiquinique

Dicas incríveis da Cidade
Previsão do Tempo - dia 22/09
Max: 30 °C
Min: 18 °C
Fonte: Cptec
Previsão do Tempo - dia 23/09
Max: 30 °C
Min: 18 °C
Fonte: Cptec
Previsão do Tempo - dia 24/09
Max: 24 °C
Min: 16 °C
Fonte: Cptec
Previsão do Tempo - dia 25/09
Max: 29 °C
Min: 18 °C
Fonte: Cptec

Sobre a Cidade:

Maiquinique é um município brasileiro do estado da Bahia. Sua população estimada em 2004 era de 7.066 habitantes. Tem como principal função econômica a pecuária,agricultura de subsistência, e industrias (Azaléia e Grafit).

O município de Maiquinique, com área de 404 Km2, localizado ao sudoeste da Bahia e ao Nordeste do Brasil, fica a 660 km de Salvador e tem uma população de 8.713 habitantes, com um clima quente e úmido, a sua economia se destaca na pecuária, gado de corte e possui um pólo de extração de minério, o grafite.

A palavra indígena Maiquinique, significa Rio de Peixes Pequenos .

História

Maiquinique foi fundada em 20 de Janeiro de 1935 por Francisco Martins, originando-se da propriedade de Permínio Melo Flores, onde havia um armazém e uma hospedaria que abrigava os viajantes, tropeiros e boiadeiros.

Esta propriedade foi vendida ao Sr. Aleixo Pereira Passos, que doou quatro alqueiros a Francisco Martins, que incentivou a criação de um pequeno povoado cujo nome, Maiquinique é devido ao rio que banha a região.

No local de Maiquinique, só havia uma velha estrada, onde as pessoas sempre passavam, onde os boiadeiros conduziam a boiada.

Perminio Melo e família moravam na beira da estrada, onde havia uma casa e um barracão que hospedava os viajantes.

Havia também uma venda e uma lojinha. Francisco Martins queria formar um povoado ou uma cidade. Reuniram alguns homens e fizeram um mutirão e uma abertura.

Como naquele tempo não havia recursos para fazer tijolos e o cimento era difícil, ergueram suas casas com parede de enchimento e cobertura de palha. As primeiras casas que foram feitas estão localizadas onde hoje é a Praça Lomanto Jr. (a primeira feira livre funcionava no mesmo local). Havia barracas e era pouco o movimento. Devido a tudo isso, perceberam que Maiquinique se tornaria um povoado e logo queriam registrá-lo; um ano depois, no ano de 1936, fizeram a escritura no município de Macaraní e registraram na prefeitura.

Maiquinique ficou sendo povoado pertencente ao município de Macaraní. Entre os anos de 1940 e 1950, já haviam varias casas. As primeiras ruas foram em torno da Praça Lomanto Jr. a Rua Francisco Martins, Rua Tertulino Silveira Lima, Rua 7 de Setembro,Rua 16 de Julho e a Rua Ruy Barbosa. No desenrolar do povoado, queriam emancipar o povoado e assim, os moradores do local queriam ver logo o resultado, Maiquinique sendo uma cidade livre, e independente. Em 1953 deixa de ser povoado e passa a ser distrito.

Maiquinique veio a ser emancipada após 27 anos de sua fundação, em 16 de Julho de 1962 pelo decreto do ex-governador, Juracy Magalhães, elevando Maiquinique a categoria de município, criado com território desmembrado de Macaraní, por força da Lei Estadual, de 16.07.1961, com denominação de Maiquinique.

O primeiro prefeito de Maiquinique, foi Luiz Rodrigues Silva, no mandato de 1° de Janeiro de 1963 à 31 de Dezembro de 1966. O qual era vereador do município de Macaraní, quando Maiquinique ainda era distrito da mesma.

O segundo Prefeito de Maiquinique, foi Nelson José de Oliveira, que administrou de 1967 à 1970.

O terceiro prefeito de Maiquinique, foi Nataniel Souza Silveira, administrou com mandato de 2 anos, de 1° de Janeiro de 1971 a 31 de Dezembro de 1972.

O quarto prefeito foi Claudionor Coelho dos Santos, com mandato de 4 anos, que administrou de 1973 à 1976.

O quinto prefeito foi novamente Nataniel Souza Silveira, no seu segundo mandato, no período de 1977 à 1982. Considerado o prefeito que mais trabalhou em benefício da cidade realizou diversas obras.

O sexto prefeito foi Nemésio Meira Júnior, com mandato de 4 anos, de 1983 à 1988.

O sétimo prefeito foi José Francisco de Lacerda, que administrou de 1989 à 1992.

O oitavo prefeito foi novamente Nemésio Meira Júnior, que administrou pelo segundo mandato, de 1993 à 1996.

O nono prefeito foi novamente José Francisco de Lacerda, pelo seu segundo mandato o qual administrou de 1997 à 2000.

O décimo prefeito foi Dernilson de Souza Porto, que administrou de 1° de janeiro de 2001 e afastou-se, por problemas de saúde, em 25 de Maio do mesmo ano, quando assumiu o vice- prefeito, Wilian Faria Valadão. Depois de 3 meses, o prefeito Dernilson voltou a administrar o município, continuando com problemas de saúde, e renunciou definitivamente do cargo de prefeito em 14 de novembro de 2001, assumindo então definitivamente Wilian Faria Valadão como prefeito, depois de alguns meses a frente da prefeitura de Maiquinique, em viagem de visita a sua família em São Paulo, foi assassinado com dois tiros a queima roupa o então prefeito Wilian Faria Valadão, no dia 23 de março de 2002, veio assumir a prefeitura o presidente da Câmara, Nivaldo Sousa Guimarães, em 25 de março de 2002, onde ficou 90 dias como prefeito interino, até que fossem realizadas novas eleições, vencidas por Nemésio Meira Júnior.

O décimo primeiro prefeito foi Nivaldo de Sousa Guimarães, no período de 16 de julho de 2002 a 31 de Dezembro de 2004.

O décimo segundo foi novamente, pela terceira vez, Nemésio Meira Júnior, que administrou de 1° de janeiro de 2005 a 31 de Dezembro de 2008.

O décimo terceiro prefeito foi Jesulino de Souza Porto, no mandato de 1° de Janeiro de 2009 até a atualidade.

Dados importantes

A PRIMEIRA CASA CONSTRUÍDA: Foi por um senhor conhecido na época como Henrique Queixada de Teiú.

O PRIMEIRO PROFESSOR: Foi o Sr. Avelar.

O PRIMEIRO POLICIAL: Foi o PM conhecido como Batista.

O PRIMEIRO MÉDICO: Foi o Dr.Luiz Viera Dantas.

O PRIMEIRO CARRO: Foi um JEEP DKV VEMAG do senhor Augusto Fagundes.

A PRIMEIRA RUA: Foi a Tertulino Silveira Lima , antes chamada Sangra Galo, nome este colocado pelo Sr. João Arantes, morador da rua na época.

A PRIMEIRA ESCOLA CONSTUÍDA: Foi o Grupo Escolar Eurico Gaspar Dutra, em 1948.

A SEGUNDA ESCOLA: Foi o Grupo Escolar Simões Filho, em 1965.

A TERCEIRA ESCOLA: Foi o Grupo Escolar Edivaldo Flores, em 1969.

A Escola Nelson José de Oliveira foi construída em 18.10.1970 inicialmente localizada na antiga Praça da Bandeira ,hoje Praça Wilian Faria Valadão, e depois transferida para o Bairro Bela Vista.

A Escola Infantil Magda Vieira Dantas, foi construída em 1976, e reconstruída com nome de Creche Lar da Esperança em 30 de Setembro de 1990.

O Centro Educacional Municipal Nataniel Souza Silveira foi construído em 1981.

A Escola Laura Rocha foi construída em 1998.

A PRIMEIRA IGREJA A SER CONSTRUÍDA EM MAIQUINIQUE: Foi a Igreja Batista na Rua 7 de Setembro, n° 10, em 13.10.1943.

A igreja Católica passou a ser Paróquia em 1963.

A estrada Maiquinique à Mangerona foi construída em 1968.

A energia elétrica veio em 1969.

A PRIMEIRA AGÊNCIA BANCARIA: Foi o Banco Real em 1976.Depois veio o Banco Baneb em 20.06.1981 e atualmente funciona o Banco do Bradesco.

A Embasa foi construída em 1976.

A empresa Leite Gloria hoje (Valedourado) chegou em Maiquinique em 1974.

A energia elétrica para o distrito de Pouso Alegre pertencente à Maiquinique veio em 1981.

A Empresa de calçados Azaléia chegou em 20.09.1998.

Geografia

Limites do município:

  • Ao Norte: Itapetinga(BA)
  • Ao Sul: Jordânia(MG)
  • Ao Leste: Itarantim(BA)
  • Ao Oeste: Macaraní(BA)

Hidrografia

O município é banhado pelos rios: Maiquinique, Piabanha, e pequenos córregos tais como: Palmeira, Esperança e Ingazeira. Pode-se incluir também os rios: Alegria, Cana Brava e Ribeirão do Salto.

Estradas com ligação ao município

  • Maiquinique – Itapetinga
  • Maiquinique – Macaraní
  • Maiquinique – Itarantim
  • Maiquinique – Pouso Alegre
  • Maiquinique – Jordânia

  1. ? 1,0 1,1 Divisão Territorial do Brasil. Divisão Territorial do Brasil e Limites Territoriais. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) (1 de julho de 2008). Página visitada em 11 de outubro de 2008.
  2. ? Estimativas da população para 1º de julho de 2009 (PDF). Estimativas de População. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) (14 de agosto de 2009). Página visitada em 16 de agosto de 2009.
  3. ? Ranking decrescente do IDH-M dos municípios do Brasil. Atlas do Desenvolvimento Humano. Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD) (2000). Página visitada em 11 de outubro de 2008.
  4. ? 4,0 4,1 Produto Interno Bruto dos Municípios 2002-2005. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) (19 de dezembro de 2007). Página visitada em 11 de outubro de 2008.


Este artigo é um esboço sobre Municípios do estado da Bahia, relacionado ao WikiProjeto Nordeste do Brasil. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.