carregando

Distrito Federal - Apresentação

O Distrito Federal é uma das 27 unidades federativas do Brasil, onde se localiza a capital federal Brasília, cujos limites estão onde termina o próprio Distrito Federal. A capital foi fundada em 21 de abril de 1960. Foi construída em três anos e dez meses, através de um projeto do presidente Juscelino Kubitschek de mudança da capital nacional do município do Rio de Janeiro para o centro do país. Até a criação de Brasília, a capital federal localizava-se na cidade do Rio de Janeiro, antecedida por Salvador.

Durante o Império, o equivalente ao Distrito Federal era o município neutro, onde se situava a corte no Rio de Janeiro. Depois da Proclamação da República o Rio de Janeiro tornou-se a capital federal, que somente no início da década de 1960 foi transferida para o centro do Brasil, no leste do estado de Goiás. Quando de sua transferência, o território onde se localizava a capital foi provisoriamente o estado da Guanabara (de 1960 a 1975). O Distrito Federal manteve inicialmente sua estrutura político-administrativa, permanecendo até hoje com o prestígio de instituições centenárias e uma capital com menos de meio século.

Com a reordenação republicana do território brasileiro as províncias passaram a estados e cada um deles passou a ser uma unidade da Federação. Quase todos são estados surgidos das províncias de mesmos nomes, exceto o Distrito Federal e outros estados criados pela divisão territorial, quando por exemplo se dividiu o estado do Goiás em dois, o território norte passou a ser o estado do Tocantins e o sul permaneceu Goiás.

 Características

O Distrito Federal e o entorno se encontram na região do Cerrado, conhecido também como Savana Brasileira. Sua vegetação, para se proteger dos períodos mais secos, apresenta algumas características peculiares: é normalmente baixa, com plantas esparsas de troncos retorcidos. Dentro do bioma Cerrado ainda é possível diferenciar algumas variações conhecidas como cerradões, campos limpos, campos sujos e matas secas, entre outras.

Cultura

No século XIX, D. Bosco, santo italiano, teve um sonho profético avisando do surgimento de uma nova civilização entre os paralelos 15 e 20, local onde se encontra Brasília.

A partir daí, a mística passou a fazer parte da Cidade. Surgiram novas profecias, lendas e crenças que transformaram a Cidade numa verdadeira concentração de templos, religiões e seitas, como a Cidade Eclética e o Vale do Amanhecer, passando por cultos africanos e esotéricos. São mais de 18 templos, entre eles, a Catedral Metropolitana, igrejas evangélicas, templos da ortodoxia e os templos Budista da Terra Pura, da Seicho-No-Iê, e o da Legião da Boa Vontade.

Mais de dez instituições ecológicas têm sede ou filiais em Brasília. Dizem que a região do Distrito Federal é propícia para a aterrissagem de discos voadores e contato com extra-terrestres.

A diversidade cultural existente em Brasília, devido ao seu tipo de povoamento, faz com que em cada canto da Cidade se encontre sotaques, costumes e comidas típicas diferentes.

Um hábito muito comum é o das recepções aos amigos. São jantares, almoços, lanches e os famosos churrascos à beira das piscinas das residências do Lago Sul, Lago Norte, setores de mansões, sítios e chácaras. Os brasilienses freqüentam assiduamente os clubes das margens do Lago.

A história da Cidade e a memória nacional estão guardadas em 24 museus, sendo os mais visitados o Memorial J.K., o Catetinho, o Banco Central, o Museu Vivo da Memória Candanga e o Museu de Arte e Tradição do Nordeste.

Turismo

Brasília tem como atração túristica suas arquiteturas arrojadas, palácios, prédios, igrejas que se destacam pela sua estrutura, uma verdadeira obra prima. Algumas de suas cidades apresentam varias cachoeiras e grutas calcáreas. Sua Capital é reconhecida como  Patrimonio Cultural da Humanidade e tem uma enorme diversidade em sua gastronomia e arte.

O Parque da Cidade e da Àgua Mineral concentram grande numero de pessoas nos finais de semana e nos feriados.

Rodovias

BR-010, conhecida como Rodovia Belém-Brasília no trecho entre Estreito - MA e Belém - PA, é uma rodovia federal radial do Brasil. Seu ponto inicial fica na cidade de Brasília (DF), e o final, em Belém (PA). Passa pelo Distrito Federal e pelos estados de Goiás, Tocantins, Maranhão e Pará.

A rodovia possui diversos trechos sem pavimentação ou ainda por construir, principalmente no Tocantins. É denominada oficialmente de Rodovia Bernardo Sayão.

BR-020 é uma dasrodovia federal radial do Brasil. Seu ponto inicial fica na cidade de Brasília (Distrito Federal), e o final, em Fortaleza (Ceará). Passa pelo Distrito Federal e pelos Estados de Goiás, Bahia, Piauí e Ceará.

A rodovia apresenta, ainda, um trecho não asfaltado na Bahia, entre o Km 327 (próximo a Riachão das Neves) e a divisa daquele estado com o Piauí.

BR-040 é uma rodovia federal radial do Brasil,. Seu ponto inicial fica na cidade de Brasília (DF), e o final, no Rio de Janeiro (RJ). Passa pelo Distrito Federal e pelos Estados de Goiás, Minas Gerais e Rio de Janeiro.   BR-060 é uma Rodovia Federal radial do Brasil. Seu ponto inicial fica na cidade de Brasília (DF), e o final, em Bela Vista (MS), na fronteira com o Paraguai. Passa pelo Distrito Federal e pelos Estados de Goiás e Mato Grosso do Sul.   BR-070 é uma Rodovia Federal radial do Brasil. Seu ponto inicial fica na cidade de Brasília (DF), e o final, em Porto Corixó, no município de Cáceres (MT), na fronteira com a Bolívia. Passa pelo Distrito Federal e pelos Estados de Goiás e Mato Grosso.   BR-080 é uma rodovia radial que liga Brasília ao município de Uruaçu no Estado de Goiás, passando pelas cidades de:

Padre Bernardo (GO) e Barro Alto (GO).   BR-251 é uma rodovia transversal brasileira.

Ela se estende do estado da Bahia até o estado de Mato Grosso. O total de sua extensão é de aproximadamente 1515,2 Km. Em geral, apresenta problemas de conservação em vários trechos. É a unica rodovia transversal que corta o Distrito Federal.   GO-118 é uma rodovia brasileira que liga o Distrito Federal, Brasília a Goiânia.

Ela passa junto a Chapada dos Veadeiros, distante 220 km na direção norte da cidade de Brasília. É composta pelos municípios de Alto Paraíso de Goiás, Cavalcante, Colinas do Sul, São João d'Aliança e Teresina de Goiás.

A estrada também da acesso a Cachoeira do rio Cristal.

A rodovia foi asfaltada em 1986.   GO-479 é uma rodovia brasileira localizada no estado de Goiás.

Esta rodovia é um dos acessos ao Distrito Federal.

Histórico

Desde a primeira constituição republicana já constava um dispositivo que previa a mudança da Capital Federal do Rio de Janeiro para o interior do país. No ano de 1891, foi nomeada a Comissão Exploradora do Planalto Central do Brasil, liderada pelo astrônomo Luís Cruls e integrada por médicos, geólogos e botânicos, que fizeram um levantamento sobre topografia, clima, geologia, flora, fauna e os recursos materiais da região do Planalto Central. A área ficou conhecida como Quadrilátero Cruls e foi apresentada em 1894 ao Governo Republicano.

Em 1922 uma comissão do Governo Federal estabelece a localização no cerrado goiano, mas o projeto fica engavetado. Apenas em 1955, durante um comício na cidade goiana de Jataí, o então candidato à presidência Juscelino Kubitschek afirmou que iria transferir a capital. Eleito presidente, Juscelino estabeleceu a construção de Brasília como meta-síntese de seu Plano de Metas.

O traçado de ruas de Brasília obedece ao plano piloto implantado pela empresa Novacap a partir de um anteprojeto do arquiteto Lucio Costa, escolhido através de concurso público. O arquiteto Oscar Niemeyer projetou os principais prédios públicos da cidade. Apesar de a cidade ter sido construída em tempo recorde, a transferência efetiva da infra-estrutura governamental só ocorreu durante os governos militares, já na década de 1970.