Penedo - Alagoas

Penedo é um município brasileiro do estado de Alagoas localizado ao sul do estado, às margens do Rio São Francisco. Sua população estimada em 2004 era de 59.429 habitantes.

História

O nome Penedo originou-se de uma grande pedra. O povoado, fundado por Duarte Coelho Pereira, das principais cidades históricas do Brasil, foi elevado a vila de São Francisco em 1636 e em fins do século XVII passou a ser denominada Penedo do Rio São Francisco. É cidade desde 1842. Sua arquitetura atrai turistas de numerosas origens. A Igreja de Santa Maria dos Anjos é uma das obras primas mais visitadas.

Entretanto, os historiadores alagoanos discordam quanto a sua origem. Uns dizem que a criação do povoado está relacionada a Duarte Coelho Pereira, primeiro donatário da Capitania de Pernambuco. Os que discordam, afirmam que o responsável foi Duarte Coelho de Albuquerque, segundo donatário da Capitania, que herdou do pai. Entre os que defendem essa hipótese está Craveiro Costa, para quem a conquista de Alagoas começou em 1560. Duarte Coelho de Albuquerque organizou duas bandeiras, uma com destino ao norte de Olinda e outra para o sul. A bandeira que se dirigiu ao sul, à qual se incorporaram o próprio Duarte Coelho de Albuquerque e seu irmão, atingiu o rio São Francisco entre 1560 e 1565 e teria dado origem ao povoado.

A primeira sesmaria registrada na região data de 1596; outras foram distribuídas e, a partir de 1613, na sesmaria recebida por Cristóvão da Rocha, acredita-se ter sido fundado oficialmente o povoado.

Economia e turismo

Foz do Rio São Francisco

Sua principal fonte de renda provem da atividade primária, com o coco, o arroz, a pesca e a cana-de-açúcar.

A cidade do Penedo foi incluída como um dos sete destinos turísticos pelo fórum mundial de turismo de 2005 do Movimento Brasil de Turismo e Cultura (MBTC). O MBTC, é uma iniciativa de ação contínua, que tem como missão estimular o desenvolvimento local sustentável através do turismo e da valorização da cultura. As ações e iniciativas do forum são identificadas pela marca destinations. E como dito a cidade do Penedo foi lançada como um destes destinos turísticos.

Merece especial atenção na cidade a Fundação Casa do Penedo, fundada em 1992, tem por objetivo a preservação da memória da cidade, em especial do seu patrimônio artístico e cultural. A Fundação Casa do Penedo, em sua sede própria - na rua João Pessoa 126 -, tem uma biblioteca e hemeroteca especializadas, um arquivo iconográfico e documental informatizados. Mantém exposição permanente contando a história do Penedo; divulga e relança obras, incentiva manifestações artíticas em todas as suas formas, com Biblioteca com mais de 20 mil títulos, acervo fotográfico Augusto Malta. Sala Barão do Penedo (painéis fotográficos e objetos pessoais), Sala Elísio de Carvalho (fotos e obras literárias), Sala dos Artistas (originais e réplicas de esculturas de artistas penedenses), Auditório Valdir Batinga (cpacidade 50 pessoas, nas paredes reproduções de jornais), Sala Dom Pedro II (registros fotográficos e pictóricos das duas passagens de D. Pedro), Sala da Cidade (galeria com políticos penedenses além de visitantes ilustres), Sala de Exposições Transitórias - para celebrar fatos históricos e acontecimentos culturais. ver www.casadopenedo.com.br

Penedo já foi sede de um dos maiores eventos cinematográficos brasileiro, o Festival de Cinema que reunia artistas brasileiros renomados. É uma cidade essencialmente católica e de povo acolhedor.

Há também belezas naturais, como a Praia do Peba onde é realizado o Festival de Pesca Penedense anualmente no mês de novembro e o passeio de catamaran (barco) até a foz do Rio São Francisco (encontro do São Francisco com o Oceano Atlântico).

Festividades

Bom Jesus dos Navegantes

Penedo é uma cidade a beira de um dos principais rios brasileiros,São Franscisco,como sempre a população de maioria católica sempre acontece festejos do gênero,assim estamos falando da maior festa das cidades ribeirinhas do Velho Chico,a festa de BOM JESUS DOS NAVEGANTESesta cidade tem muitos pescadores e a partir dos dias 9 a 18 de janeiro a cidade se vira em festa a populaçao de outros municípios como Igreja nova e Porto real do Colégio,se unem para esta grande festa.

Carnaval

A cidade se enfeita,a população sai de casa e se anima em uma das grandes festas da reggião sul de Alagoas são mais de 4 blocos que animam a cidade,entre eles os mais famoso são,Batuqueiros de Penedo,Legião de Amigos e Raquel que existe a 70 anos.

IGREJA BATISTA MISSIONARIA

A IBM que fica na Vila Matias tem um calendario de Festas e Encontros marcantes na Cidade do Penedo como:

Manaim ( Acampamento com Deus)- Mês de Fevereiro
Gincana Bíblica- Mês de Ferias
Congresso Jovem- Mes de Julho
Cultos Festivos de Missões- Mês de outubro e etc.

Filhos ilustres

Penedo é berço de muitas figuras ilustres:

  • Barão de Penedo (1815-1906) - O Barão de Penedo, que, da Inglaterra, atendeu a pedido de auxílio da Filarmônica de sua cidade natal, distinguiu-se também diplomaticamente junto à Santa Sé (1873) na "Questão Religiosa". Salientou-se sobretudo como presidente da Comissão Brasileira na Exposição Universal de Paris, contribuindo com seus escritos para o realce do país, sendo condecorado pelos seus esforços com o título de Barão.
  • Manoel Joaquim Fernandes - Nascido em 17 de março do 1802. Também exerceu cargos relevantes no Governo, e foi Deputado. Autoridade em Ciências Físicas, com renome internacional. Morreu em 1840, na Bahia, deixando uma lacuna irreparável.
  • Frei José da Santa Engrácia - Da Ordem Franciscana. Erudito, pregador eloqüente, músico e autor de muitas peças desta arte. Foi professor do Convento de São Francisco. Faleceu no ano de 1828.
  • Dom Jonas de Araújo Batinga - Nascido em 24 de marco de 1865. Ordenou-­se sacerdote em Fortaleza. Foi reitor do Seminário de Maceió. Elevado a dignidade de bispo de Penedo, Diocese do rio São Francisco, por Bento XV em 1918.
  • Dr. José Maurício Fernandes Pereira de Barros - Nascido no dia 17 de março de 1802. Fez o seu curso superior de medicina na Europa. Regressando ao Brasil foi eleito deputado a assembléia geral em 1834/1838 por Alagoas. Foi depois eleito Presidente da Província do Espírito Santo.
  • Ernani Otacílio Méro - Nascido em 15 de fevereiro de 1925. Recebeu lições de patriotismo, civismo, dignidade e humanismo. Professor pesquisador e Historiador gráfico, desde o ano de 1974 vinha escrevendo sobre a História Oparina, contribuindo dessa forma para o conhecimento do nossa terra. Faleceu em Maceió, em 24 de janeiro de 1997.
  • Eduardo Pinheiro Lobo - Nasceu em dezembro de 1876. É considerado o "Pai das Relações Públicas no Brasil", por ter sido o pioneiro dessa atividade profissional em nosso país, implantando na direção do 1° Departamento de Relações Públicas de que se tem conhecimento, diretrizes fundamentais que sobrevivem até hoje, ao lado de novas técnicas. É formado em Engenharia na Inglaterra e veio a falecer em 15 de fevereiro do 1933.
  • Antônio de Freitas Cavalcanti - Nascido no dia 17 de dezembro do 1908. Formado pela Faculdade de Direito do Recife. Antes de colar grau fez parte de uma Embaixada Universitária em Buenos Aires. Depois de formado residiu em Belo Horizonte, onde cursou Jornalismo Político. Em Maceió, Dirigiu o jornal "Diário do Povo" e exerceu várias funções na administração do Estado. Foi diretor da Imprensa Oficial. Nomeado professor de Teoria Geral do Estado, pela Faculdade de Direito de Alagoas, exerceu sempre a profissão de advogado com brilho e relevo notavelmente no foco criminal. Iniciou sua carreira política em 1935, sendo eleito Deputado Estadual.
  • Comendador José da Silva Peixoto - Pessoa de suma importância para a cidade de Penedo, tanto que há um busto seu na praça Jácome Calheiros, o edifício "José da Silva Peixoto" que é sede do BNB e o maior colégio estadual da cidade para sua homenangem, além de um conjunto residencial em Maceió, no Jacintinho. Nasceu em 1899. Industrial de sucesso em Neópolis-SE, investia o mais que podia em sua querida terra Natal. Em 1928 doou sua quadra particular de tênis para fundar o hoje octagenério Penedo Tênis Clube. Junto com seu filho Roberto Peixoto, trouxe energia elétrica gerada por Paulo Afonso à Penedo, atravessando o Rio São Francisco. Penedo foi a primeira cidade do interior de Alagoas com energia initerrupta gerada em Paulo Afonso. Em 1956 iniciou a construção do então melhor Hotel de Alagoas, o Hotel São Francisco inaugurado em 1962. Ainda é a melhor hospedagem em Penedo até os dias de hoje. Junto com ele, o cine-teatro São Francisco que foi palco do Festival de Cinema Brasileiro de Penedo, que contou com presenças ilustres como as de Cacá Diegues, Lima Duarte, Milton Gonçalves, Glória Menezes, Vera Fischer,dentre outros e onde houve grandes apresentações de artistas de renome como: Roberto Carlos, Djavan, Fagner, dentre outros. Faleceu em 1977, trazendo muita tristeza para a cidade que ele tanto ajudou.

Outros filhos ilustres: Elísio de Carvalho (1880 - 1925); Sabino Romariz (1873 - 1913); Inácio Joaquim Passos Júnior (1811 - 1868 ); Inácio de Barros Leite; Fulgino da Silva Lessa (1825 - 1908 ); José Vicente de Araújo Batinga (1850-1883); Ulisses Batinga (1886 - 1918); Machado de Lemos (1838 -1910), Dr. Jairo Leite, Ernani Mero, Dr. Raimundo Marinho, Dr. Alcides Andrade, dentre outros.

Educação primária e secundária

Colégio Diocesano de Penedo
  • Escola Municiapal Profª Maria da Glória Tavares
  • Escola Estadual Comendador José da Silva Peixoto
  • Escola Estadual Profº Ernani Méro
  • Colégio Diocesano de Penedo
  • Escola Estadual Alcides Andrade
  • Colégio Imaculada Conceição
  • Colégio Gabino Besouro
  • Colégio Sagrado Coração de Jesus
  • Escola Estadual Freitas Melro
  • Colégio Profª Ruth Mendonça - CAIC
  • Colégio Douglas Aprato
  • Colégio João Valeriano
  • Cooperativa Educacional de Penedo - COOPEPE
  • Colégio Teotônio Ribeiro
  • Colégio Pingo de Gente
  • Colégio São José
  • Escola Jean Piaget
  • Escola Pingo de Gente
  • Colégio Profº Tertuliano Filho
  • Escola Estadual Freitas Cavalcante
  • Colégio Hanna Bertolet