carregando

Símbolos do Estado de São Paulo

A Bandeira do Estado

bandeira_sao_paulo

Um dos principais símbolos do Estado de São Paulo, a bandeira foi proposta pelo escritor e jornalista Júlio Ribeiro em 16 de julho de 1888, logo após a Abolição da Escravatura, para ser a bandeira do Brasil.

A adoção da bandeira como símbolo paulista teve força apenas às vésperas do Movimento Constitucionalista de 1932, e com a suspensão dos símbolos nacionais por Getúlio Vargas durante o Estado Novo, passou a ser oficializada somente em 27 de novembro de 1946, sob o Decreto n.o. 16.349 da Constituição Federal.

A bandeira é composta por treze listras variadas nas cores preto e branco que representam os dias e noites que os bandeirantes lutaram pelo "bem" do Estado. No canto superior esquerdo há um retângulo na cor vermelha que remete ao sangue derramado pelos bandeirantes. As três cores também dão sentido às raças que compõem a união do povo paulista: preto, branco e vermelho.

Dentro deste retângulo possui um círculo de fundo branco com o mapa do Brasil em azul, cor esta que remete a pujança de seus guerreiros que acreditam ter trazido para São Paulo, com todos os dias e noites, e sangue derramado, enfatizando a idéia de quão importante foi a colaboração dos bandeirantes para o Estado.

O significado das quatro estrelas a rodear o globo em que se vê o perfil geográfico do país, são as estrelas que compõem o Cruzeiro do Sul, constelação indicadora de nossa latitude astral como pontos cardeais.


O Brasão

brasao_sao_paulo

O escudo de armas do Estado de São Paulo foi instituído pelo Decreto n.o. 5.656, assinado pelo então governador Pedro Manuel de Toledo  em agosto de 1932, por ocasião da Revolução Constitucionalista.

Símbolo da campanha "Ouro para o Bem do Brasil", o brasão criado pelo pintor Wasth Rodrigues foi utilizado até o Estado Novo em 1937, e foi redemocratizado sua função simbólica em 1946 com a Nova Constituição. Seu desenho oficial foi criado por Luís Marrone e é composto por:

Heráldica: escudo português vermelho e uma espada com o punho voltado para baixo sobre o cruzamento de um ramo de louro, à direita e um ramo de carvalho, à esquerda. A lâmina separa as letras "SP", tudo em prata; Timbre: uma estrela de prata; Suportes: ramos de cafeeiro fritificados, tendo as hastes cruzadas abaixo; Divisa: o lema do Estado  gravada em prata sobre faixa  de esmalte; Em latim: "Pro Brasilia Fiant Eximia", que significa: " Pelo Brasil Façam-se Grandes Coisas"